Moda, livros e rock 'n roll

Sobre a “futilidade da moda” e a academia. maio 15, 2012

Filed under: Uncategorized — Mariana Watanabe @ 12:54 am
Tags: ,

Comecei a gostar de moda ainda quando era muito novinha, foi todo um longo processo: ver muito desfile, experimentar muitas roupas e sair na rua como se fosse uma louca, ler muitas revistas. Eu, no terceiro “colegial”, estava certa de que iria prestar vestibular em alguma faculdade de moda.

Aí, olhando preços, acabei percebendo que não teria condição nenhuma de bancar a mensalidade de uma boa faculdade de moda e as públicas tinham provas que exigiam desenho e meu negócio, até então, tinha sido muito mais a produção do que a criação.

Acabei, meio que sem entender por quais motivos, decidindo prestar vestibular para outra coisa. Aí, na faculdade de psicologia, comecei a estudar alguns enlaces entre sociologia, psicologia, filosofia e moda.

Porém, tinha algo que sempre me pegava de uma forma absurda: não eram raras as pessoas que insistiam em me dizer que moda era algo fútil. Certa vez, em uma aula disse que estudava moda e a professora respondeu “Que bom! Um dia vou te ler na revista Capricho”. Outra vez, conversando com uma outra professora, comecei a falar do meu interesse em estudar moda e ela disse “Mas esse é um assunto muito fútil, não?”.

E foi aí que comecei a notar a resistência que as pessoas tinham em entender a moda como algo complexo, que envolvia discursos, a questão de gênero, a busca por ideais de beleza e de felicidade e outros diversos aspectos. Muitas pessoas que estão na academia acreditam que a moda não pode ser pensada nesse ambiente, aliás, que ela não pode nem ser pensada, já que é fútil, é de manual, é de disciplina e controle de corpos, deve continuar presa a algumas revistas que também são colocadas em lugar de futilidade.

E aí que, durante um bom tempo no meu curso, desencanei de estudar moda, fui procurar outras coisas que, é claro, compuseram muito bem para que eu começasse a complexificar a minha visão do que é moda, para que é moda, enfim… E quando voltei a estudá-la, estava lá, de novo, super encantada e percebendo que não tinha jeito, era isso que eu gostava, era isso que me movia, mais do que qualquer outra coisa. E foi então que na última semana comecei a procurar pós-graduações em moda e percebi que é bem mais grave do que eu gostaria que fosse. Temos umas três opções de mestrado em moda e algumas outras opções em especialização. E é aí que me pego pensando sobre como os ideais cientificistas e intelectualistas da academia só tem feito uma porção de coisas ficarem estagnadas. E é aí que me pergunto: até quando?

Anúncios
 

One Response to “Sobre a “futilidade da moda” e a academia.”

  1. Até que meninas bacanas assumam essa bronca, estou me preparando para o embate! rs


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s